09/10/2004

Eleição de Telma será vitória da Região Metropolitana da Baixada Santista

Lideranças e militantesdos partidos que compõem a Coligação Santos por Santos na região estiveram reunidos na noite de sexta-feira (08/10), no Comitê Central da campanha de Telma de Souza, na primeira plenária geral de mobilização para o segundo turno das eleições em Santos. O encontro serviu para avaliar as eleições do último dia 3 na região, com o PT crescendo de 7 para 16 vereadores eleitos em oito cidades, e definir estratégias para esta etapa final de campanha. “A região está aqui para seguir o comando de vocês para esta grande vitória, que é a vitória da região metropolitana da Baixada Santista”, ressaltou Brito Coelho, que concorreu à Prefeitura de São Vicente.Para o coordenador geral da campanha, Fábio Barbosa, o dia 3 de outubro foi foi um divisor de águas na história do PT em Santos. “Foi o melhor desempenho que já tivemos em um primeiro turno. Isso significa que nosso discurso, seja na rua seja na TV, alcançou a classe média, o que é muito importante numa cidade com o perfil de Santos”.Fábio destacou que o argumento do antipetismo que os adversários tentam impor cai por terra diante da constatação de que Santos elegeu 4 deputados (2 federais, 2 estaduais) do Partido dos Trabalhadores e mantém a candidata Telma de Souza na liderança durante toda a campanha. “Antipetista esta cidade não é, muito pelo contrário. Em Santos, o principal partido político é o PT”.O coordenador elogiou a qualidade da campanha na TV e a competência nas ruas. “Telma fez um governo com santistas e faz uma campanha com santistas”, disse, lembrando que nesta etapa final, com uma eleição majoritária polarizada, a tendência é de redução do número de indecisos. “Temos que virar votos. Estou muito otimista”, afirmou.O candidato a vice, o promotor de Justiça Pablo Greco, também destacou a importância de consolidar os resultados onde Telma é vitoriosa e investir na conquista de novos votos em áreas mais resistentes. “Temos que conquistar as pessoas que não precisam da policlínica, nem de escola pública, tampouco usam transporte coletivo. A violência da cidade aumenta porque não temos políticas sociais e é isto que temos que argumentar. Sou promotor criminal, sei do que falo”.Declarando-se honrado em participar da coligação, Pablo ressaltou ainda que não é um partido que está disputando a prefeitura. “Todos nós formamos uma coligação, que tem como proposta resgatar a cidadania de Santos, de promover a inclusão social. O que está em jogo é um projeto de governo para a cidade”.No final da plenária, a candidata Telma de Souza, que sofreu uma cirurgia e receberá alta neste domingo, falou ao vivo, por telefone, com os militantes, transmitindo energia e confiança na vitória. O encontro contou também com a participação da deputada federal Mariângela Duarte e cinco vereadores eleitos na região pelo PT, que falaram da importância da vitória de Telma para o desenvolvimento da Baixada Santista.

Leia também

TELMA PROPÕE TAC PARA ATENDIMENTO À POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA

Ver mais

TELMA PROPÕE R$ 10 MILHÕES PARA COMBATE À DESIGUALDADE SOCIAL

Ver mais

TELMA PROPÕE CRIAÇÃO DE POLÍTICA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 

Ver mais