06/07/2004

Ministro do Trabalho ouve reivindicações de portuários

Por mais de 40 minutos, o ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, ouviu hoje(05/05) as principais reivindicações dos representantes dos trabalhadores portuários de Santos, em especial as referentes à não utilização de mão-de-obra terceirizada nas operações do porto, à elaboração de um Plano de Desligamento Voluntário (PDV) e à obediência das normais de segurança nos serviços do cais.Durante o encontro, realizado no gabinete do ministro, em Brasília, Berzoini se comprometeu a encaminhar as reivindicações dos trabalhadores à recém-criada Comissão Nacional Permanente Portuária (CNPP). "O ministro entende que esse será o fórum adequado para a discussão entre o capital e o trabalho, uma discussão, segundo ele, da maior importância, por influir diretamente em um setor prioritário para o Governo Federal, isto é, o sistema portuário do país", explicou a deputada Telma de Souza (PT-SP), presidente da Subcomissão de Portos e Aeroportos da Câmara Federal, que agendou o encontro entre Berzoini e os sindicalistas do Porto de Santos.A parlamentar acrescentou que o ministro, após ter recebido um ofício onde as lideranças sindicais expunham seus pedidos, explicou aos representantes dos trabalhadores que algumas de suas reivindicações dependiam de gestões junto a outros ministérios, em especial à Casa Civil, onde funcionam três subcomissões que tratam de assuntos portuários. "O ministro deixou claro, porém, que estará à disposição para futuros contatos, caso ocorram obstáculos ou morosidade para o encaminhamento do debate das questões levantadas pelos portuários", concluiu Telma de Souza.Da audiência com o ministro do Trabalho, participaram os presidentes dos sindicatos dos Estivadores, Rodnei Oliveira da Silva; dos Operários Portuários, Robson de Lima Apolinário; dos Motoristas de Empilhadeiras e Guindastes, Guilherme do Amaral Távora (também coordenador da Unidade Central dos Trabalhadores de Capatazia); dos Conferentes, Antônio Júlio Antunes; dos Concertadores, Adílson de Souza, e dos Trabalhadores do Bloco, Josimar Bezerra de Menezes (também secretário-geral da Intersindical Portuária). Estavam presentes ainda os presidentes das federações dos Conferentes, Mário Teixeira; dos Estivadores, Abelardo W. Fernandes, e dos Portuários, Eduardo Lírio Guterra.Após o encontro no Ministério do Trabalho, todo o grupo, acrescido da deputada Mariângela Duarte (PT-SP) e do deputado Zezéu Ribeiro (PT-BA), participou da cerimônia de instalação da Comissão Nacional Permanente Portuária (CNPP).

Leia também

SARAMPO: TELMA COBRA AMPLIAÇÃO DA COBERTURA VACINAL 

Ver mais

TORTO MPBAR RECEBE HOMENAGEM NA CONCHA ACÚSTICA

Ver mais

DEPOIS DE COBRANÇA DA TELMA, PREFEITURA ANUNCIA FORÇA-TAREFA PARA ESCADARIA DO MONTE SERRAT

Ver mais