06/07/2004

Ministro do Trabalho ouve reivindicações de portuários

Por mais de 40 minutos, o ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, ouviu hoje(05/05) as principais reivindicações dos representantes dos trabalhadores portuários de Santos, em especial as referentes à não utilização de mão-de-obra terceirizada nas operações do porto, à elaboração de um Plano de Desligamento Voluntário (PDV) e à obediência das normais de segurança nos serviços do cais.Durante o encontro, realizado no gabinete do ministro, em Brasília, Berzoini se comprometeu a encaminhar as reivindicações dos trabalhadores à recém-criada Comissão Nacional Permanente Portuária (CNPP). "O ministro entende que esse será o fórum adequado para a discussão entre o capital e o trabalho, uma discussão, segundo ele, da maior importância, por influir diretamente em um setor prioritário para o Governo Federal, isto é, o sistema portuário do país", explicou a deputada Telma de Souza (PT-SP), presidente da Subcomissão de Portos e Aeroportos da Câmara Federal, que agendou o encontro entre Berzoini e os sindicalistas do Porto de Santos.A parlamentar acrescentou que o ministro, após ter recebido um ofício onde as lideranças sindicais expunham seus pedidos, explicou aos representantes dos trabalhadores que algumas de suas reivindicações dependiam de gestões junto a outros ministérios, em especial à Casa Civil, onde funcionam três subcomissões que tratam de assuntos portuários. "O ministro deixou claro, porém, que estará à disposição para futuros contatos, caso ocorram obstáculos ou morosidade para o encaminhamento do debate das questões levantadas pelos portuários", concluiu Telma de Souza.Da audiência com o ministro do Trabalho, participaram os presidentes dos sindicatos dos Estivadores, Rodnei Oliveira da Silva; dos Operários Portuários, Robson de Lima Apolinário; dos Motoristas de Empilhadeiras e Guindastes, Guilherme do Amaral Távora (também coordenador da Unidade Central dos Trabalhadores de Capatazia); dos Conferentes, Antônio Júlio Antunes; dos Concertadores, Adílson de Souza, e dos Trabalhadores do Bloco, Josimar Bezerra de Menezes (também secretário-geral da Intersindical Portuária). Estavam presentes ainda os presidentes das federações dos Conferentes, Mário Teixeira; dos Estivadores, Abelardo W. Fernandes, e dos Portuários, Eduardo Lírio Guterra.Após o encontro no Ministério do Trabalho, todo o grupo, acrescido da deputada Mariângela Duarte (PT-SP) e do deputado Zezéu Ribeiro (PT-BA), participou da cerimônia de instalação da Comissão Nacional Permanente Portuária (CNPP).

Leia também

CÂMARA PRESTA HOMENAGEM AOS 15 ANOS DA UNIFESP BAIXADA SANTISTA

Ver mais

TELMA PROPÕE CRIAÇÃO DE  PASSE LIVRE PARA ESTUDANTES

Ver mais

TELMA REALIZA SESSÃO SOLENE EM HOMENAGEM AO DIA DE ALLAN KARDEC

Ver mais