13/09/2019

PADRE JÚLIO LANCELLOTTI DEBATE ATENDIMENTO À POPULAÇÃO DE RUA, EM SANTOS

A garantia de direitos dos moradores de rua será debatida, em Santos, pelo Padre Júlio Lancellotti, coordenador da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de São Paulo e referência nacional no trabalho com o segmento. O sacerdote vem à Baixada Santista participar da audiência pública “Consultório na Rua – A garantia de direitos e atendimento à população de rua”, promovida pela vereadora Telma de Souza. O evento será realizado na sexta-feira (20), às 14 horas, no Edifício Acadêmico II da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp (Rua Carvalho de Mendonça, 144 – Encruzilhada).

O tema central da audiência será o atendimento realizado pelo programa “Consultório na Rua”, que vai a locais de extrema vulnerabilidade social, com grande concentração de moradores em situação de rua, para fazer abordagens, atendimentos clínicos e encaminhamentos médicos exigidos. A proposta do serviço é oferecer o mínimo de dignidade ao público-alvo, trabalhando o estabelecimento de vínculos e sua destinação. No entanto, de acordo com denúncias, o veículo que desenvolve o trabalho está parado desde o início de agosto, por falta de manutenção.

Por causa da situação, o atendimento foi prejudicado, penalizando usuários do serviço e os profissionais que nele atuam. Diante da gravidade do problema, Telma apresentou um requerimento cobrando providências da Prefeitura. Como a questão é mais complexa, a vereadora, que preside a Comissão Parlamentar de Saúde e Higiene, também pautou a audiência pública e trará a expertise do Padre Júlio Lancellotti para abordar o tema.

O Padre Júlio Lancellotti é reconhecido no Brasil e também internacionalmente pelo trabalho que realiza com moradores de rua na Zona Leste de São Paulo. Está alinhado com a proposta do Papa Francisco numa visão progressista da Igreja Católica, no sentido missionário de acolhimento e solidariedade”, ressalta Telma.

O crescimento do desemprego, os desmontes das políticas públicas e o corte substancial de recursos, promovidos a partir do Golpe de 2016 e potencializados no Governo Bolsonaro, são citados pela vereadora como determinantes para a ampliação da miséria. “A soma de todos estes fatores resulta no aumento da população de rua. É uma realidade de todo Brasil. E em Santos não é diferente. Precisamos debater este tema à exaustão e buscarmos saídas para oferecer o mínimo de dignidade a estas pessoas. São seres humanos e os que mais precisam do poder público. Além disso, não é possível que a Prefeitura comprometa um serviço essencial como o Consultório na Rua. É uma falta de sensibilidade permitir que o atendimento seja prejudicado pela falta de manutenção no veículo, discorre a ex-prefeita.


 


 

Questionamentos

No requerimento encaminhado à Prefeitura, Telma questiona há quanto tempo o veículo que faz o transporte do “Consultório na Rua” está parado e como tem sido o atendimento do programa neste período. A vereadora solicita esclarecimentos sobre a composição da equipe do programa, sua relação com o Projeto de Abordagens Integradas (PAI) e se houve variação no atendimento do Consultório após o início do PAI. A demora para consertar o veículo também foi cobrado pela parlamentar.

 

Leia também

CÂMARA PRESTA HOMENAGEM AOS 15 ANOS DA UNIFESP BAIXADA SANTISTA

Ver mais

TELMA PROPÕE CRIAÇÃO DE  PASSE LIVRE PARA ESTUDANTES

Ver mais

TELMA REALIZA SESSÃO SOLENE EM HOMENAGEM AO DIA DE ALLAN KARDEC

Ver mais