24/10/2004

PPS oficializa apoio a Telma em encontro com presença do senador Suplicy

A representatividade da campanha de Telma de Souza ficou expressa na reunião que marcou o anúncio oficial do apoio do Partido Popular Socialista (PPS) à candidata neste segundo turno das eleições municipais. O encontro, realizado na tarde de domingo (24/10),  na sede do PPS, teve a presença do senador Eduardo Suplicy (PT), de dirigentes do PPS, PT, PDT, PSC, PRP, PSL, PCB e do PCdoB, do deputado estadual Fausto Figueira,d a vereadora Cassandra Maroni, de sindicalistas e representantes de outros segmentos da sociedade.Ao lado de vários candidatos que disputaram uma vaga para vereador pelo PPS, o presidente do partido, Marcos Sérgio Duarte, o Marquito, esclareceu a razão do apoio: “Somos Telma porque estamos convictos que isto significa combater a falta de políticas públicas na cidade, sobretudo na área social. O governo que está aí pode ter seus méritos, mas não podemos esquecer a população mais necessitada, que é a maioria. É com Telma que vamos resgatar isto”. O senador Suplicy, que passou o domingo em Santos percorrendo, ao lado da candidata, a Zona Noroeste e morros, falou da impressão que a visita lhe deixou: “Telma de Souza, ou como vi hoje nas ruas o povo a chamando de Telma de Santos. Como é importante nós homens termos a compreensão que se desejarmos construir uma sociedade mais justa, temos que alternar o comando das instituições com as mulheres. Elas sabem perceber certas coisas que os homens não enxergam, a sociedade ficará melhor se tivermos mais mulheres na direção”. Citando a antiga amizade que tem com Telma, Suplicy falou do amor que a candidata sempre teve pela cidade e disse que, com ela eleita, espera que Santos vire exemplo de como será instituída a renda básica de cidadania, projeto de sua autoria.Referindo-se à boataria espalhada pelo candidato adversário, Telma alertou aos presentes para não deixarem “que pessoas mesquinhas, que não têm propostas, façam o rebaixamento da discussão política do futuro da nossa região”. A recente cirurgia a que foi submetida e a rápida recuperação física também valeram comentários: “Há momentos em que a gente acaba se superando enquanto pessoa. Esta é a 13ª campanha da qual participo e cheguei à conclusão de que em todas eu ganhei. Ganhei porque sempre aprendi. Estou pronta para governar esta cidade. Temos que resgatar o comportamento político de centro-esquerda para Santos. Vamos governar para oferecer um futuro, com aspirações positivas, com políticas públicas, principalmente na área da saúde”.O secretário da sub-regional-Brasil do Sindicato Mundial dos Servidores da Área Pública, Jocélio Drummond, que acompanhava Eduardo Suplicy, conhece Telma desde à época da militância sindical: ela lutando pelos professores, ele ao lado do pessoal da saúde. “Apesar de tanto tempo, ela ainda consegue me surpreender. Está cada vez mais experiente, cada vez mais capaz para governar”, disse. Dissidência do PSDB – Lucas Ceccacci, que ocupava a vice-coordenação estadual da Juventude do PSDB até este mês, também compareceu ao encontro na sede do PPS para levar seu apoio aTelma de Souza. “Me desfiliei do PSDB após o primeiro turno por não concordar com a decisão de apoio ao outro candidato. A princípio, tinha me manifestado pela neutralidade, mas decidi pela Telma pela preocupação que ela tem com a área social. É muito importante que a gente tenha no governo alguém que se preocupe com a aparência da cidade, mas, acima de tudo, com o fundamental, que é o cidadão santista. O programa de governo da Telma também tem as melhores propostas para a juventude de Santos”.

Leia também

TELMA QUESTIONA REAJUSTE DA TARIFA DE ÔNIBUS

Ver mais

TELMA COBRA PLANO DE AÇÃO PARA UTI PEDIÁTRICA DO GUILHERME ÁLVARO

Ver mais

ORÇAMENTO 2020: EMENDAS DA TELMA CONTEMPLAM 63 PROJETOS NA SAÚDE, CULTURA, ESPORTE E CIDADANIA

Ver mais