18/04/2019

PRESIDENTE DA CDH DA CÂMARA DE SANTOS EXIGE PROVIDÊNCIAS DA PREFEITURA SOBRE DECLARAÇÕES RACISTAS DE SECRETÁRIO

A presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Santos, Telma de Souza, exigiu uma manifestação oficial e providências da Prefeitura com relação às declarações racistas do secretário-adjunto de Turismo de Santos, Adilson Durante Filho, que, numa conversa de whatsapp afirma, entre outras frases, que “os pardos brasileiros são todos mau-caráter”. 

“Exijo que o governo municipal se pronuncie e providências sejam tomadas. Racismo é crime e não condiz com a função pública exercida”, cobra Telma. “Não podemos aceitar que o ódio e o preconceito reverberem em nossa Cidade.”

O áudio, que está viralizando nas redes sociais e em grupos de WhatsApp de toda a região, foi divulgado na noite de quarta-feira (17/4), pelo programa Sucupira Conection, da Rádio da Vila. Nele, o secretário declara uma série de ofensas de cunho racista.

Em nota enviada à Revista Fórum, o autor reconheceu a veracidade dos áudios e se disse arrependido “quanto às palavras genericamente proferidas.”

Para Telma, a resposta da Prefeitura deve ser exemplar: “Cabe ao Poder Público condenar taxativamente esse tipo de preconceito que vem ganhando eco justamente por declarações que incentivam essa conduta, inclusive partindo do próprio presidente da República”.

Leia também

PADRE JÚLIO LANCELLOTTI DEBATE ATENDIMENTO À POPULAÇÃO DE RUA, EM SANTOS

Ver mais

TELMA COBRA MELHORIA NO AGENDAMENTO DE CONSULTAS. PREFEITURA PROMETE MUDANÇAS EM SETEMBRO

Ver mais

EMOÇÃO E RESISTÊNCIA MARCAM HOMENAGEM AO TORTO MPBAR

Ver mais