29/07/2019

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Santos repudia fala de Bolsonaro sobre pai de presidente da OAB

Em nota, a presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Santos, vereadora Telma de Souza, lamentou as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz. Fernando Augusto foi morto pela ditadura militar. Ele foi preso pelo governo em 1974 e nunca mais visto. Relatos apontam que o seu corpo foi incinerado no forno de uma usina de açúcar em Campos (RJ).

Confira a íntegra da nota:

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Santos lamenta profundamente as declarações do presidente da República contra Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, desaparecido político durante a ditadura militar e pai do atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz. Enaltecer qualquer forma de violência ou crimes bárbaros como forma de critica a atuação de qualquer entidade ou qualquer pessoa além de desumano não está à altura da chefia de uma Nação livre e democrática. Mais grave ainda quando, para isso, um filho de desaparecido político tem a memória do próprio pai agredida.

A Ordem dos Advogados do Brasil tem uma história de combate às arbitrariedades e a defesa da liberdade e da democracia. E, por isso, essa agressão ganha uma dimensão maior, atingindo diretamente o Estado democrático de direito. 

Diante desse triste episódio, expressamos o nosso repúdio às declarações proferidas e a nossa solidariedade à Ordem dos Advogados do Brasil e ao presidente nacional Felipe Santa Cruz.

Telma de Souza
Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Cidadania e dos Direitos Humanos

Leia também

PADRE JÚLIO LANCELLOTTI DEBATE ATENDIMENTO À POPULAÇÃO DE RUA, EM SANTOS

Ver mais

TELMA COBRA MELHORIA NO AGENDAMENTO DE CONSULTAS. PREFEITURA PROMETE MUDANÇAS EM SETEMBRO

Ver mais

EMOÇÃO E RESISTÊNCIA MARCAM HOMENAGEM AO TORTO MPBAR

Ver mais