15/08/2019

SARAMPO: TELMA COBRA AMPLIAÇÃO DA COBERTURA VACINAL 

Vereadora e presidente da Comissão de Saúde e quer saber quais policlínicas estão aplicando a vacina


O surto de sarampo na Baixada Santista é uma realidade incontestável. Já são 13 casos confirmados, sendo cinco em Santos, e mais 50 suspeitos em toda Região. Há suspeita que o vírus tenha entrado no Brasil pelo navio de cruzeiros Seaview, atracado no Porto de Santos na temporada de verão. A Prefeitura iniciou uma tentativa de bloqueio vacinal, imunizando 70 alunos das escolas Florestan Fernandes e Cidade de Santos, mas os casos continuam aparecendo a cada dia. Diante deste panorama, a vereadora Telma de Souza cobrou da Secretaria Municipal de Saúde medidas mais amplas para o enfrentamento à doença.

“Estamos preocupados com a falta de vacinas. Somente alunos de um período foram imunizados, o que não é suficiente. Para fazer o bloqueio vacinal de forma eficaz, é preciso contemplar todo o entorno: escolas, casas, creches. A Prefeitura precisa tomar providências? Há vacinas suficientes nas policlínicas? Que campanhas têm sido feitas?”, indaga a vereadora que também é presidente da comissão permanente de Saúde da Câmara.

O Requerimento apresentado pela vereadora questiona se o Município comunicou o Estado sobre o atraso nas entregas das doses, quais ações são previstas para o controle do vírus, quantos casos foram confirmados nos últimos cinco anos, quais cuidados estão sendo tomados, o perfil de cada caso e em quais policlínicas há disponibilidade da vacina.

Temporada de cruzeiros
Em fevereiro deste ano, Telma apresentou um projeto de lei para que a Prefeitura cobrasse dos navios de cargas e cruzeiros o ressarcimento dos custos de serviços de Saúde, medicamentos e insumos disponibilizados ao identificar doenças infectocontagiosas, geradas pelas embarcações. Em 20 de fevereiro, a Prefeitura disponibilizou 110 profissionais para aplicar vacinas contra o sarampo em aproximadamente 10 mil passageiros do transatlântico, com turistas e tripulantes infectados pelo vírus.

No mês de maio, a armadora MSC ressarciu a Prefeitura em equipamentos de Saúde, orçados em R$ 117 mil, por conta da transmissão do vírus.

Leia também

TELMA PROPÕE CRIAÇÃO DE  PASSE LIVRE PARA ESTUDANTES

Ver mais

TELMA REALIZA SESSÃO SOLENE EM HOMENAGEM AO DIA DE ALLAN KARDEC

Ver mais

PADRE JÚLIO LANCELLOTTI DEBATE ATENDIMENTO À POPULAÇÃO DE RUA, EM SANTOS

Ver mais