20/08/2021

TELMA PROPÕE CESTA VERDE PARA FAMÍLIAS CARENTES

Iniciativa envolverá trabalho e renda para o segmento da população em situação de rua e usuários da Saúde Mental 

A vereadora Telma de Souza propôs a criação da Cesta Verde em Santos. O objetivo é distribuir cestas com itens de hortifrúti, como verduras, hortaliças, legumes e frutas para famílias em situação de vulnerabilidade social. O público-alvo será formado por munícipes que já recebem ou não outros tipos de auxílios como cestas básicas ou o auxílio do programa de transferência de renda municipal “Nossa Família”. 

A iniciativa também contemplaria a população em situação de rua e os usuários de Saúde Mental, com a possibilidade de atuarem nas Hortas Solidárias Urbanas e na parte operacional da distribuição das cestas, gerando emprego e renda para esses segmentos. A vereadora recorda que ações semelhantes aconteciam com maior intensidade na manutenção de praças e a gestão da lanchonete do Ambulatório de Especialidades (Ambesp) e do quiosque do Emissário.

A distribuição da Cesta Verde também deverá utilizar do Programa das Hortas Solidárias Urbanas, criado pela Lei 3548/2019. “Infelizmente, a aplicação da lei das Hortas Solidárias Urbanas ainda precisa avançar muito. A nossa proposta é envolver a distribuição da Cesta Verde com o desenvolvimento das Hortas Solidárias, poderão também oferecer oportunidades de trabalho, renda e tratamento psicossocial para grupos que precisam desse tipo de atendimento, como a população em situação de rua e pacientes do Programa de Saúde Mental”, defende a ex-prefeita de Santos

A parlamentar destaca que “a distribuição da Cesta Verde e o aproveitamento dessas pessoas no cultivo dos alimentos são projetos exitosos em outros municípios, como em Barueri, onde o programa ‘Horta da Gente’ foi implantado”. 


Agricultura familiar e alimentos orgânicos
A iniciativa poderá incentivar a agricultura familiar e orgânica, contribuindo com o meio ambiente e o sustento de famílias que vivem da produção em Santos e entorno. 

A parlamentar aproveita a oportunidade para questionar o Executivo se existe algum estudo para a distribuição de alimentos hortifrúti para as famílias em grave situação de vulnerabilidade social, como está o funcionamento do Programa Horta Urbana Solidária e sobre a existência de programas de geração de emprego e renda para usuários da rede de Saúde Mental e para a população em situação de rua.

Panorama da fome
A pandemia e a incapacidade do Governo Federal para enfrentar o problema jogaram mais de 14 milhões de pessoas no desemprego. Apenas no estado de São Paulo, a queda de renda atinge 70% da população. E o mais grave: 116,5 milhões de brasileiros enfrentam a insegurança alimentar e 19 milhões passam fome, como aponta pesquisa da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional.

Leia também

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO: TELMA REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA DEFINIÇÃO DAS EMENDAS PARLAMENTARES DE 2022

Ver mais

VAMOS FALAR DE COERÊNCIA? 

Ver mais

TELMA ENTREGA CARTA AO PREFEITO E PEDE A RETIRADA DO PROJETO QUE ALTERA APOSENTADORIA DO SERVIDOR

Ver mais