30/05/2020

TELMA REIVINDICA TESTE EM MASSA PARA A POPULAÇÃO 


Medida dará subsídios para o plano de retomada econômica

Em tempos de discussão sobre a flexibilização do comércio e a classificação de risco da Baixada Santista, a vereadora Telma de Souza acredita que é necessária a realização do teste em massa para a população. Presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, Telma defende que é preciso mensurar o número de infectados pelo novo coronavírus (Covid-19) para que sejam tomadas medidas compatíveis.

A oferta em massa de testes, de forma mais abrangente e descentralizada, é o caminho apontado pela ex-prefeita de Santos para que a Secretaria Municipal de Saúde tenha o panorama da pandemia na Cidade.

O mapeamento de infectados por bairro, faixa etária, etnia, gênero, escolaridade,  renda per capta e número de doentes por 100 mil habitantes poderá ser obtido a partir da testagem em massa. Com esse diagnóstico, poderão ser definidas diretrizes mais alinhadas com a realidade.

Telma ressalta que os comerciantes teriam sido menos impactados se a Prefeitura já tivesse adotado medidas emergenciais de suspensão de tributos e taxas durante este período de quarentena. "O poder público precisa oferecer esta retaguarda para os micro, pequenos e médios empresários, para que possam atravessar este momento com menos dificuldade, evitar demissões e não decretarem falência. A falta de perspectiva e desespero aumentam a pressão para o retorno das atividades, colocando mais pessoas em risco", evidencia a vereadora.

Municípios como Niterói realizam o teste em um de cada dez habitantes. O procedimento é feito de forma gradual e segue experiências internacionais. Profissionais de Saúde, segurança pública, limpeza urbana e grupos de risco são prioritários na testagem.

"É essencial planejar a flexibilização para que a economia volte a ganhar fôlego, mas isso não pode ser feito sem que a Cidade tenha uma radiografia de sua real situação. Decidir como e quando serão a reabertura dos estabelecimentos comerciais e o retorno gradual das atividades consideradas não essenciais sem um mapeamento é muito complicado. Não podemos colocar vidas em risco", concluí a presidente da Comissão Parlamentar de Saúde.

Leia também

TELMA COBRA CDHU E COHAB SOBRE REAJUSTE NO SÃO MANOEL

Ver mais

TELMA QUESTIONA MORTE DE MUNÍCIPE NA UPA APÓS DEZ ATENDIMENTOS 

Ver mais

TELMA COBRA VOTAÇÃO DE PROJETO QUE PROÍBE INCINERADORES DE LIXO EM SANTOS

Ver mais